terça-feira, 19 janeiro 2021
A+ R A-

1.Missão, visão, valores e objetivos estratégicos da instituição

 

O PE, para além do anúncio de uma missão e de uma visão inequívoca, clarificadora e aglutinadora estrutura-se em eixos de ação. Salientamos dois desses eixos: Eixo A- Promover o sucesso, articular currículos e ciclos de estudo, valorizar o mérito e a excelência, nomeadamente nas propostas de ação "fomentar o espírito de trabalho", "melhoria dos resultados escolares" e "estruturação da prática pedagógica"; Eixo B-  Promover um clima favorável ao processo de ensino e aprendizagem e estimular o desenvolvimento de atividades e projetos conducentes ao reforço da cidadania e da inclusão, salientando as propostas de ação "desenvolver projetos de caráter eminentemente prático" e "fomentar a permanência dos jovens na escola e a promoção da cidadania". Os eixos citados têm uma relação evidente e funcional com os propósitos e processo de alinhamento do quadro EQAVET".

O Agrupamento de Escolas de Murça inicia no presente ano letivo um modelo de gestão da qualidade certificado específico para o Ensino e Formação Profissional (EQAVET). Pretendemos que o nosso agrupamento seja reconhecido como referência educativa, caracterizada por desenvolver intervenções que contribuam para o desenvolvimento da comunidade de pertença e orientado pelos valores da ética, solidariedade, igualdade, respeito e cidadania.

Os nossos alunos devem desenvolver ou adquirir determinados requisitos, como o domínio de várias línguas, gosto pela descoberta e pela ciência, criatividade, inteligência, polivalência, liderança, capacidade empreendedora, vontade de aprender e de alargar horizontes, persistência e perseverança, oferecendo um serviço público de educação e formação de qualidade em contextos de aprendizagem inovadores facultando experiências profissionais, no âmbito da sua Formação em Contexto de Trabalho. O Agrupamento tem feito um esforço organizacional no sentido de adequar as ofertas formativas às necessidades do meio envolvente trabalhando em articulação com instituições económicas, sociais, profissionais, da região, tendo em atenção a adequação da oferta formativa às necessidades específicas das mesmas e a optimização dos recursos disponíveis.

A visão estratégica do AEM passa pela consolidação e diversificação da oferta educativa e formativa em áreas de maior défice de qualificações, designadamente nas áreas de Auxiliar de Saúde, mas também Desporto, Recursos Florestais e Ambientais e Informática. O objetivo principal é o alinhamento entre as expectativas dos formandos e o mercado de trabalho atual e futuro no que concerne às ofertas formativas, dentro de um modelo de garantia de qualidade EQAVET.

A implementação de sistemas de garantia da qualidade alinhados com o Quadro EQAVET e o desenvolvimento de uma cultura de melhoria contínua da EFP devem ser:

(i)                  sustentados por práticas de autoavaliação que permitam aos operadores de EFP refletir acerca dos seus contextos, recursos, desempenhos, formas de atuação e projetar-se no futuro;

(ii)                (ii) complementados com práticas de heteroavaliação que permitam uma avaliação e reconhecimento externo do trabalho desenvolvido pelos operadores de EFP. Neste domínio do alinhamento com o Quadro EQAVET, a autoavaliação assume duas principais funções que norteiam o caminho que o agrupamento pretende seguir com este processo:

ü    Fomentar a articulação entre os principais stakeholders e estimular o diálogo acerca da qualidade da EFP, pondo em comum referenciais consensualizados entre as partes;

ü    Estimular o autoconhecimento necessário à implementação de uma cultura de aprendizagem e melhoria contínua.

Desta forma a autoavaliação deve ser assumida como um exercício contínuo na medida em que podem existir vários momentos de balanço, reflexão e monitorização da atividade desenvolvida, do caminho percorrido e dos resultados alcançados, permitindo a identificação de áreas de intervenção prioritárias e a (re)definição de estratégias de atuação.

Assim, o processo de alinhamento a iniciar pressupõe um exercício cíclico de autoavaliação de processos e de resultados estruturado na aplicação do ciclo de qualidade e que deve ser balizado pelos referentes do processo de alinhamento (referencial para o alinhamento e indicadores EQAVET selecionados).

A nossa ação destinar-se-á também a concretizar os desafios/princípios da Estratégia Nacional de Educação para o Desenvolvimento (ENED):

ü  A promoção do pensamento crítico e eticamente comprometido

ü  A promoção constante da desconstrução de estereótipos e da defesa da não discriminação, da igualdade e da dignidade de todos e de todas.

ü  A promoção de processos de aprendizagem participativos, colaborativos e horizontais.

ü  A promoção de aprendizagens que interliguem diferentes saberes e níveis de análise.

Com a estratégia local de Educação para a Cidadania iremos pragmatizar as diversas componentes do Projeto Educativo, nomeadamente: o lema do agrupamento - aprender, aprender, aprender; as linhas de atuação consideradas preponderantes: valorizar uma cultura de cidadania responsável, valorizar a cultura de trabalho, do esforço e da exigência, valorizar a(s) instituição(ões) de que fazemos parte, vendo-nos como atores e construtores do seu futuro, valorizar a articulação com as famílias, com entidades e instituições externas e com os diversos parceiros.

Todas as propostas e todos os objetivos inscritos nesta estratégia serão trabalhados e concretizados nas diversas atividades curriculares disciplinares, com especial incidência na disciplina de Cidadania e Desenvolvimento, nas atividades e projetos do PAA que é construído com base no tema aglutinador “Escola amiga de…” e, com o contributo das diversas parcerias e protocolos existentes.

 

Os principais objetivos/preocupações a ter em conta no processo educativo são:

·                    Promover o sucesso, articular currículos e ciclos de estudo, valorizar o mérito e a excelência.

·                    Promover um clima favorável ao processo de ensino e aprendizagem e estimular o desenvolvimento de atividades e projetos conducentes ao reforço da cidadania e da inclusão.

·                    Promover a participação formativa dos Pais e Encarregados de Educação na vida escolar dos seus educandos.

O Agrupamento aderiu ao PROJETO TEIP desde 2012 e definiu metas que vão ao encontro dos propósitos deste projeto tendo sido elaborado um Plano de Melhoria que permitisse integrar a melhoria dos resultados de aprendizagem, a redução da repetência, a prevenção da desistência, formular metas anuais para o progresso de resultados, estimular o envolvimento dos docentes, avaliar e monitorizar os resultados.

Por outro lado considerando o Perfil dos Alunos à saída da Escolaridade Obrigatória, a Estratégia Nacional de Educação para a Cidadania, os Decretos-leis que implementam a educação inclusiva, os princípios e práticas desenvolvidas no Agrupamento, o trabalho efetuado pela Equipa de Autoavaliação e dando continuidade aos objetivos estratégicos,iremos prosseguir com a implementação das ações previstas no Plano Anual de Melhoria, das acções que derivam da implementação dos decretos acima mencionados, sendo as áreas de investimento prioritário as ações que se incluem nos eixos:

I-                    Cultura de escola e lideranças pedagógicas;

II-                  II- Gestão curricular;

III-                 III- Parcerias e comunidade, fazendo o alinhamento com as ações (planeamento, implementação, avaliação e revisão), envolvendo os stakeholders (internos e externos), pretendendo implementar uma política de gestão da qualidade alinhada com o quadro EQAVET e obter o selo de conformidade.